• Imagem cabeçalho site da ASPLAN, logo

Orçamento 2021

Com o objetivo de informar a comunidade sobre o processo de Execução Orçamentária, apresentamos abaixo, o Orçamento para o exercício de 2021 (por fonte de recursos), cuja fonte de informações é o Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia - FIPLAN, em suas versões operacional e gerencial.

O Orçamento representa a fase de planejamento da Despesa Pública e consiste no estabelecimento da Dotação Orçamentária, através do valor ORÇADO e seu comprometimento, através do valor EXECUTADO.

O valor ORÇADO, a depender da fonte de recursos, estará disponível para a EXECUÇÃO somente após o atendimento de determinadas condições, a saber:

a) Fonte de Recursos do Tesouro, requer a liberação de CONCESSÃO para Empenho;
b) Fonte de Recursos Próprios, requer a efetiva arrecadação dos valores.

A EXECUÇÃO é o processo de comprometimento do orçamento para determinada despesa, possibilitando que os serviços, os materiais e os bens, sejam entregues, com a garantia de pagamento pelo ente público. Esta etapa é efetivada através do EMPENHO.


Grupo Fonte de Recursos do Tesouro (R$)

Orçado Executado
Pessoal 221.158.000,00 51.744.078,58
Custeio 103.434.000,00 10.960.863,62
Investimento 20.008.600,00 1.555.160,96
Total 344.601.100,00 64.260.103,16


Grupo Fonte de Convênios (R$)
Custeio 1.074.914,00 4.200,00
Investimento 847.607,00 0,00
Total 1.922.521,00 4.200,00


Grupo Fonte de Recursos Próprios (R$)

Orçado Executado
Custeio 3.198.480,00 341.715,87
Investimento 780.000,00 0,00
Total 3.978.480,00 341.715,87

Observações:
Orçado = Cota inicial + Superávit
Executado = Empenhado
Pessoal = Grupo de Despesa 1 (Pessoal e Encargos Sociais)
Custeio = Grupo de Despesa 3 (Outras Despesas Correntes)
Investimento = Grupo de Despesa 4 (Investimento)
Recomendar esta página via e-mail: